Parque Tecnológico é o futuro de Vitória.

      Fala do Prefeito Luciano Rezende em 20 de janeiro de 2017

      Seminário “Parque Tecnológico: importante para Vitória, importante para você”

Anexo sem título 00009

Prefeito Luciano Rezende defende nova matriz econômica para o município.

                                                                

 

O prefeito Luciano Rezende ressaltou, primeiramente, a grande quantidade do público presente, que lotou o auditório de 180 lugares. Em seguida, ressaltou  a  diversidade da representação política. Havia representantes de entidades acadêmicas, como Ufes e Ifes; empresariais, como Sebrae e Sindinfo;  cinco parlamentares da Câmara Municipal,  integrantes do Conselho do Plano Diretor Urbano (PDU) e dezenas de integrantes da comunidade da Grande Goiabeiras,  em cuja região se localiza a área de 332 mil metros quadrados destinada à implantação do Parque Tecnológico de Vitória. Pela prefeitura, além do prefeito, estavam presentes o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Vitória (CDV), José Vicente Pimentel;  a Secretária da Sedec, Lenise Loureiro;  o Secretário de Turismo, Trabalho e Renda, Leonardo Krohling e o diretor da Fábrica de Ideias, Marcilio Riegert.

 

Ao destacar que a capital capixaba é hoje um dos principais destinos turísticos do país, registrando recorde de procura no último réveillon, Luciano Rezende disse que a principal missão do novo presidente da CDV, José Vicente Pimentel, que foi embaixador  do Brasil na África do Sul, Índia e Canadá é a de  conectar a cidade com o país e  o mundo. Nessa perspectiva, Luciano planeja consolidar em Vitória, nos próximos anos, um ecossistema de ciência, tecnologia e inovação, sustentado pelo Parque Tecnológico, a Fábrica de Ideias e outras iniciativas da prefeitura, que darão incentivo permanente à geração de trabalho e renda.

José Vicente Pimentel, novo Presidente da CDV,

José Vicente Pimentel, novo Presidente da CDV

Em sua fala, o prefeito enfatizou que, para enfrentar e vencer os desafios históricos como a limpeza das praias e a poluição causada pelo pó de minério jogado diariamente sobre a cidade, Vitória terá de recorrer cada vez mais à tecnologia para se transformar numa cidade mais inteligente e humana.

Lembrando que toda administração trabalha com pesquisas para conhecer as expectativas da população, Luciano Rezende acrescentou que, desde 2016, constatou que a maior demanda dos moradores da cidade está relacionada ao emprego. Para criar trabalho, gerar renda e assegurar a entrada de Vitória no Século 21 será necessário, na visão do prefeito, focar na constituição de nova matriz econômica para a cidade. Os tempos da alta arrecadação proporcionada pelo extinto Fundap não voltarão mais. A implantação do Parque Tecnológico vai criar a nova economia, limpa e sustentável e, por isso, se torna essencial para o futuro de Vitória.

Anexo sem título 00006

No auditório lotado, a presença dos conselheiros do PDU e lideranças comunitárias

Em entrevista publicada pelo jornal “A Tribuna” no dia 21/1/17, o prefeito Luciano Rezende anuncia o projeto de a prefeitura oferecer bolsas para que moradores possam fazer curso superior ou profissionalizante de graça. “Queremos criar uma universidade municipal sem prédio, usando a estrutura que já existe em Vitória de faculdades e instituições particulares.”, afirmou. O objetivo do projeto é fomentar a criação de trabalho e renda em Vitória, o que, segundo o prefeito, não passa necessariamente pelo aumento da oferta de empregos formais. “Vamos aumentar as opções de trabalho e renda com a capacitação das pessoas”, afirmou Luciano Rezende.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.