Facitec celebra 20 anos com homenagens no Centro de Convenções

A cidade de Vitória celebra seu sistema de apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico com homenagens, concessões de bolsas de iniciação científica para alunos do ensino fundamental e apresentação de um balanço dos 20 anos do Fundo de Apoio à Ciência e Tecnologia (Facitec), nesta quinta-feira (20), das 8 às 11h30, no Centro de Convenções de Vitória, em Santa Lúcia.

As comemorações fazem parte da Semana Estadual de Ciência e Tecnologia. Na programação de celebração dos 20 anos do Facitec, estão previstas homenagens aos conselheiros municipais de ciência e tecnologia e a entrega de placas comemorativas aos conselheiros decanos Elisardo Corral Vasquez e Álvaro Abreu. Haverá ainda concessões de bolsas de iniciação científica para alunos do ensino fundamental de Vitória e lançamento do “Censo de Doutores do Espírito Santo”.

“Para desenvolver de forma sustentável e compartilhar cada vez mais as oportunidades com seus cidadãos, a cidade de Vitória fez, há algum tempo, a opção pelo conhecimento. E há duas décadas tivemos um marco de total relevância em nossa história de pioneirismo: o início das atividades do Fundo de Apoio à Ciência e Tecnologia”, afirma o prefeito João Coser.

Com a criação do Facitec nos anos 90, a cidade se tornou a primeira do Brasil a fomentar o desenvolvimento da ciência e da tecnologia em benefício da qualidade de vida de seus moradores.

Na concepção do diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento de Vitória (CDV), Anderson Fioreti, quando se tem 20 anos, “somos influenciados pela boa energia do sonho de mudar o mundo”. Para ele, “o Facitec começa a perceber que seu potencial de mudar o mundo é concreto, é viável. As cidades podem tomar como exemplo essa ideia tática de investir em pessoas, capacitar mais mestres e doutores e gerar oportunidades de desenvolvimento da economia do conhecimento, por meio de pesquisas e eventos científicos”, frisou.

Ao longo dos 20 anos, o Facitec financiou 800 bolsas de estudo, com investimento total de R$ 6,2 milhões; apoiou 390 projetos de pesquisa, no valor de R$ 7,9 milhões; forneceu apoio a empreendimentos de base tecnológica (R$ 2,8 milhões); e promoveu 400 apoios à divulgação científica e tecnológica, no valor de R$ 2,2 milhões.

O que é o Facitec:

A cidade de Vitória foi pioneira no Brasil na criação de um sistema próprio de apoio à ciência e tecnologia com vinculação de receita orçamentária. Em 1991, foi criado o Facitec.

O fundo busca contribuir para o fortalecimento e qualificar o mercado de trabalho, além de ampliar a base científica e tecnológica constituída por entidades de ensino, pesquisa e de produção. Oferece também bolsas de mestrado, doutorado, recém-doutor, auxílio estágio/treinamento no país, bolsa de especialização visitante, bolsa para servidores municipais, iniciação científica e tecnológica. Fomenta também a produção de conhecimento científico e a popularização e difusão da ciência e tecnologia.