Dia Mundial Sem Carro: cidadãos têm desafio de deixar automóveis em casa

Foto: André Sobral

Foto: André Sobral

O desafio para servidores municipais e cidadãos de Vitória está lançado para a Semana Nacional do Trânsito: que tal ficar um dia inteiro sem usar o carro? Essa é a proposta do Dia Mundial Sem Carro, comemorado na próxima segunda-feira (22). A ideia é provocar nas pessoas a reflexão sobre o uso consciente dos automóveis.

“Algumas pessoas usam o carro para tudo, até para deslocamentos próximos de casa. E as ruas não existem apenas para os automóveis, também são para os ônibus, as bicicletas e os pedestres”, argumenta o secretário municipal de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana, José Eduardo Oliveira.

O gerente de Concessões e Tarifas da Setran, Fernando Gomes Barbosa, de 36 anos, conta que trocou seu carro pela bicicleta para trabalhar há dois anos, e não se arrepende. Todos os dias, ele sai de casa, em Cobilândia, Vila Velha, e vai trabalhar no Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac), na Praia do Suá. Para ele, a sua saúde melhorou após adotar esse novo hábito.

“Hoje, chego ao trabalho muito mais disposto do que antes, quando vinha de carro. Com isso, economizo tanto em gasolina quanto em remédios, pois estou todos os dias me exercitando e com saúde”, afirmou.

Fernando ainda cita outra economia que fez com a bike: seu tempo. “Quando ia trabalhar de carro no Ciac, demorava quase uma hora para chegar ao destino. Agora, de bicicleta, levo menos de meia hora”.

Meio ambiente

Outra proposta do Dia Mundial Sem Carro é fazer a sociedade pensar sobre os problemas ambientais provocados pelos automóveis, como a poluição ambiental, a poluição sonora, o sedentarismo, dentre outros.

A data surgiu na França, no final da década de 90, quando cidadãos de 35 cidades francesas decidiram deixar o carro em casa em busca de formas alternativas de se locomover. Rapidamente, a ideia foi difundida em vários países da Europa e de outros continentes. O Brasil aderiu à iniciativa em 2001, quando 11 cidades brasileiras, entre elas Vitória, também passaram a comemorar a data.