Acessibilidade e segurança para pessoas com deficiência na Curva da Jurema

Com sol forte e temperatura alta, o dia fica favorável para um refrescante banho de mar. Um tipo de lazer que, desde fevereiro, passou a ser mais fácil para pessoas com deficiências, após a implantação do projeto Praia Acessível, que a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semesp) abriu na Curva da Jurema, após a rampa próxima à Praça dos Desejos.

Dez cadeirantes prestigiaram a inauguração e tiveram o prazer de entrar no mar com apoio de uma equipe profissional que os conduziu às águas em três cadeiras anfíbias (um tipo especial que flutua e não afunda na areia).

“Essa iniciativa é muito importante para nossa classe, que é uma minoria, mas que também tem vida social e o direito de se divertir fora de casa, desfrutando de momentos de lazer”, disse a moradora da Serra Eloísa Miranda Fernandes, 31 anos, casada. Ela é cadeirante e estava sem ir à praia há muitos anos, pois, devido à doença (mielomeningocele) de nascença, ela sentia-se privada desse tipo de lazer. “Amo praia e a sensação de liberdade é muito gostosa”, disse, ao lado do marido.

Além dos cadeirantes, pessoas com deficiência usando próteses e muletas participaram do lançamento do projeto. A primeira a entrar no mar foi a jovem Camila Coutinho Ferreira, 19 anos, que é totalmente dependente por conta de uma paralisia cerebral e foi conduzida na cadeira anfíbia pelo prefeito Luciano Rezende. Já na água, sua expressão de alegria emocionou os presentes. A mãe dela, Rita de Cássia Coutinho, 48 anos, moradora de Consolação, idealizadora do projeto, estava contente em vê-lo sendo concretizado pela Prefeitura de Vitória. “Isso tudo é muito importante, pois vai beneficiar não só minha filha, mas todos aqueles que não têm alguém para levá-los à praia”, disse.

“Esse é mais um passo para a pessoa com deficiência ter uma vida plena”, destacou o prefeito Luciano Rezende. O sogro dele, o deputado Cláudio Vereza, é cadeirante desde 1965, após sofrer um acidente de carro e ele também participou do lançamento do projeto Praia Acessível. “A primeira coisa que ele me ensinou foi como a vida de um cadeirante é difícil, como passar nas portas, ir à praia”, disse o prefeito, acrescentando que “tudo está sendo feito no sentido de facilitar para que as pessoas com deficiência também possam usar esse espaço público com plenitude”.

Qualquer pessoa com deficiência pode aproveitar para tomar um banho de mar na Curva da Jurema, naquele ponto situado próximo à rampa feita na Praça dos Desejos. Sempre aos sábados e domingos, das 8 às 17 horas, com apoio de educadores e salva-vidas.