Artigo: A importância da Iniciação Científica Jr. no Município de Vitória

Em 2011 os alunos do Ensino Fundamental do município de Vitória passaram a receber mais um incentivo para sua carreira estudantil: a oferta de bolsas de Iniciação Científica Junior. Subsidiado pelo Conselho Municipal de Ciência e Tecnologia e pelo Fundo de Apoio à Ciência e Tecnologia e Secretaria Municipal de Educação, o programa de Iniciação Científica Júnior – PIBIC Jr, possui por objetivo principal incentivar alunos e professores a se dedicarem aos estudos, à pesquisa e à produção de conhecimento científico e tecnológico.

Atualmente participam do PIBIC Jr aproximadamente 200 alunos e 20 professores de escolas municipais de Vitória. Os estudos dos alunos envolvem desde metodologia de investigação científica à confecção de diário de bordo com método científico. Os projetos em execução seguem as mais variadas temáticas, tais como: matemática, computação gráfica, alimentação e saúde, corpo e saúde, corpo, cultura e sociedade, cultura corporal do movimento e lazer, escola sustentável e inclusiva; consumo escolar, os recursos técnicos científicos disponíveis nos Laboratórios de Ciências, Tecnologias Educacionais e nos Centros de Ciência Educação e Cultura na sua relação com as práticas pedagógicas nas Unidades de Ensino.

A professora Marlinda Haddad tem o privilégio de acompanhar o PIBIC Jr que acontece na escola em que é gestora. Segundo ela: “a Iniciação Científica propicia ao aluno e ao professor experimentar, manusear e questionar o objeto de estudo de conhecimento para que possa intervir, modificar e reformular novas hipóteses. Com esse trabalho oferecemos aos nossos alunos a oportunidade de relacionar e vivenciar os conhecimentos historicamente construídos com a sua prática cotidiana.”

Vale salientar que os projetos são gerenciados pela Prefeitura Municipal de Vitória, Secretaria Municipal de Vitória e Companhia de Desenvolvimento de Vitória. A empolgação dos alunos envolvidos nesses projetos pode ser traduzida com o movimento, com a circulação dos saberes científicos que rondam o contexto escolar. O prazer em fazer ciências, de mostrar o método, refutá-lo e divulgar conquistas é um fator que diferencia o aluno que participa da iniciação científica no município de Vitória. Por isso, esses jovens, junto com seus professores estarão participando da Semana Ciência e Tecnologia expondo seus aprendizados.

 

Por Leandra Gonçalves dos Santos – Professora de Matemática da Escola
Municipal de Ensino Fundamental Arthur da Costa e Silva